Novo espaço para se pensar e discutir a dinâmica do mercado e das marcas de luxo, dos produtos e serviços com alto valor agregado e para todos aqueles que se interessam pelos temas do consumo e novas tendências, moda e estilo, design, branding e marketing. O crescimento e a valorização do luxo é uma questão central do consumo contemporâneo e faltam especialistas e espaços para discutir este tema com seriedade.

Friday, September 29, 2006


Prestígio e Refinamento


Durante muito tempo a ênfase foi posta nos preços em detrimento do valor. Hoje, para muitos dos consumidores do mercado dos produtos de prestígio, o valor está nas coisas e nas experiências em si, no que eles transmitem, na emoção e no significado pessoal que eles proporcionam e na forma inteligente de consumí-los.
Entramos numa nova era, na qual o consumidor é um conhecedor e sua relação com o luxo é menos marcado pela ostentação e pela uma crença esnobe de uma superioridade perfeita de uma classe social através de uma acessibilidade material exclusiva. O novo consumidor do luxo quer viver uma experiência gratificante com o que se compra e criar elos de sentimento e identificação por aquilo que pagou. Ele descobriu que o dinheiro não compra a felicidade e nem somente financia o status, apenas é uma forma de proporcionar satisfação pessoal e viver bem a vida. O que compramos é menos importante que como, quando e porquê. Já não nos hospedamos em um hotel para termos conforto e mordomias, mas atrás de aventuras, inesditismos e conhecimento. Os consumidores são mais criativos e dispostos a vivenciar coisas novas, abrir mão da ostentação repetitiva e deja vu do luxo dourado e rococó e buscar a autenticidade e a qualidade nas coisas. Um bom exemplo disso são apreciadores de vinhos, trufas, azeites ou certos aromas que fazem verdadeiras viagens culinárias, se hospedando em chalés ou casas de campo e experimentando a vida local. Indo até a região da produção dos melhores vinhos, colocando a mão na terra e vendo como se faz o plantio de certos frutos em certas hortas da Itália ou França, um aficcionado por trufas que vai a Itália e se hospeda alguns dias em um pequeno e sofisticado hotel para buscar as melhores trufas da região.
Os bens de prestígio se tornam o Graal de uma viagem exploratória em busca dos bens mais seletivos da civilização e dos artigos de regozijo e prazer individual com preço inestimável.

2 Comments:

Blogger Nubia Castro said...

Excelente avaliação!!

5:20 PM

 
Blogger elaine said...

Adorei esse texto.....tem muito a ver com um projeto que estou desenvolvendo que trata-se de um estar de luxo....mas n o luxo do glamour e sim o da atitude, da redescoberta, da desestruturação....Enfim, das experiências...pois vivemos a era das experiências, as empresas e marcas que conseguirem passar isso p seus consumidores tem um futuro promissor. É isso

5:03 AM

 

Post a Comment

<< Home